Seja bem-vindo, visitante

Olá, Visitante. Chegou aqui, vindo sei lá de onde, quiçá cansado de tantas caminhadas e descaminhos. Pois bem, sente-se, relaxe e leia algumas destas coisinhas, vai ver que fica melhor... Um abraço da Felipa

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Meu coração bate de mansinho

Meu coração bate de mansinho
Pum pum, pum pum
Por se sentir na vida tão sozinho
E não ter ainda amor nenhum.

E bate sossegado no meu peito
Pum pum, pum pum
Apesar de se sentir insatisfeito
Por não ter ainda amor nenhum.

Bate no meu peito lentamente
Pum pum, pum pum
E vai desesperando, calmo e crente
Que não terá na vida amor algum.

Meu coração bate de mansinho
Pum pum, pum pum
Chorando no meu peito tão baixinho
Que jamais o ouvirá amor algum…

(Felipa Monteverde)

2 comentários:

Bordadosdabibi disse...

Olá Felipa! lindo o seu poema!,como todos os outros já publicados.
Costumo vir aqui com alguma frequencia porque me sinto bem a ler o que escreve,parabens
bjs e boa semana

Felipa disse...

Obrigada.
Um abraço e boa continuação