Seja bem-vindo, visitante

Olá, Visitante. Chegou aqui, vindo sei lá de onde, quiçá cansado de tantas caminhadas e descaminhos. Pois bem, sente-se, relaxe e leia algumas destas coisinhas, vai ver que fica melhor... Um abraço da Felipa

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Citando a Sophia


Metade da minha alma
é maresia
a outra metade é toda poesia.

Metade mar
metade amor
metade amar
metade dor.

E um todo de raiva e ansiedade
de navegar
nas ondas desta imensidade
onde a minha alma se transforma
em luz que há-de ser dia…

(Felipa Monteverde)

1 comentário:

Mi (de Miguel) disse...

A alma é sonho que traz
o pensamento marcado
numa ilusão eficaz
contra um amor enganado.