Seja bem-vindo, visitante

Olá, Visitante. Chegou aqui, vindo sei lá de onde, quiçá cansado de tantas caminhadas e descaminhos. Pois bem, sente-se, relaxe e leia algumas destas coisinhas, vai ver que fica melhor... Um abraço da Felipa

quinta-feira, 15 de março de 2012

Blogagem coletiva - Amor aos pedaços


Participo pela primeira vez numa blogagem coletiva deste tipo e confesso que não sei bem o que escrever. Dei uma vista de olhos por o que algumas das participantes já publicaram, para ficar com uma ideia do que é esta blogagem, e agora vou escrever.

ENCANTAMENTO

Encanto-me por muitas coisas, pela vida, pelas pessoas, pelas flores, mas hoje vou escrever sobre outro tipo de encantamento. Um encantamento que vivi há muitos anos, 27, para ser exata.

Eu já o tinha visto, algumas vezes, mas não sabia quem era. Era bonito, cabelo rebelde e loiro, olhos verdes e meigos, sorriso fácil.
Vi-o a andar de bicicleta, em chinelos, e achei os pés dele lindos (não tinham pelos, como os do meu pai). Vi-o a jogar futebol, a andar de mota, de carro com amigos, e não sabia quem era, nunca o vira antes apesar de sermos da mesma terra e toda a gente se conhecer. Mas ele tinha andado por caminhos diferentes dos meus.
Um dia eu estava na esplanada de um café a comer um gelado e ele apareceu com um amigo. Pediu-me um bocadinho e eu dei. Enquanto trincava olhava-me intensamente e sorria. Foi o nosso primeiro contacto.
Depois houve mais olhares e sorrisos, quando nos encontrávamos por acaso.
Noutro dia ele estava numa casa ao pé da de uma amiga e eu estava com a minha amiga. Estávamos no jardim. A minha amiga tinha uma flor na mão e ele pediu-lha. Ela disse que a viesse buscar e ele veio, ficando ao pé do muro que separava os dois jardins.
Eu também tinha uma flor na mão e fiquei triste por ele não pedir a minha, baixei os olhos. Então ele disse: e tu, não me ofereces a tua flor? Fiquei espantada e disse que sim, e com o coração aos pulos, dirigi-me ao muro e dei-lha. E ele deu-me a que a minha amiga lhe tinha dado!
Nesse momento eu soube que o amor começava...

Em outubro deste ano comemoraremos 25 anos de casamento.


Recordo uma bicicleta
Numa tarde de verão
Pés sem meias, em chinelos
Chamaram minha atenção.

Lembro um gelado oferecido
Com um olhar penetrante
Era o amor que nascia
Na magia desse instante.

Lembro encontros casuais
Sentimentos que nasciam
Recordo olhares tão ternos
Que para ti me atraíam.

Recordo cravos vermelhos
Com alegria trocados
Como penhores de paixão
Por nós dois foram guardados.

Lembro um domingo à tarde
Em que, num mudo chamado
Tu vieste, pra ficar
Eternamente a meu lado.

(Escrevi este poema no dia 28 de março de 1987)

Promotoras da blogagem:


Visite o blog da Rosélia e saiba mais.

18 comentários:

Orvalho do céu disse...

Olá, querida amiga Felipa

"Somente quem ama e se permite amar
é que detém o tesouro do
verdadeiro
AMOR!
(Kiro)

Mais uma emoção rola no ar... que maravilha poder contar com tanta gente impregnada de amor!!!
Encantada por assim dizer... Enamorada pela vida...
Amando o amor...
E pelo Amor sendo amada...

A esta altura, m enina, já choro.. emocionada com tanta formosura [ímpar...
Que dia de amor estaremos vivendo e eu desde a madrugadinha... acompanhando as postagens lindas...
O poema é fenomenal!!!
Me senti contigo conhecendo o seu grande Encanto... e sendo encantada...
Obrigada pela sua participação tão sincera... como merece o Tema...

"Orvalhou o próprio Céu ante a face do Senhor"...
Bjm encantado e ótimo dia amorizado pra vc.

✿ chica disse...

Eta, que coisa mais linda quando o amor chega e no caso, veio de bicicleta.

Lindo depoimento e poesia. Arrasas sempre nas participações. Adorei e desejo FELICIDADES sempre! beijos,chica

Anorinha disse...

Olá Felipa!
Não costumo comentar, mas não resisti!
A sua história deixou-me completamente enternecida... Há muito que não lia um poema que me tocasse tanto...

Beijinho*

Socorro Melo disse...

Oi, Felipa!

Que história linda, amiga! Quando nos encantamos por alguém, tudo nesse alguém passa a ser especial, nos mínimos detalhes.
Fico feliz que esse encantamento tenha permanecido com você, já há 25 anos...

Beijos e encantos
Socorro Melo

Maria Luiza disse...

Eia, Felipa, arrasou, heim? Que bonita historia de amor! Eu adorei, mas como faltou uma foto!!! Beijos e parabéns!

Lulu disse...

Ah que lindo!
Olá! Também participo desta blogagem coletiva. Já dizia Nando Reis: O amor é o calor que aquece a alma.
Big Beijos

pensandoemfamilia disse...

Eum uma história vivida eternizando o amor e encantando a vida.
bjs

Lucinha disse...

Felipa,

Essa blogagem mexe demais com o nosso interior.

Eu, quase pulei essa parte. Como você sabe, meu primeiro encantamento não terminou como o seu. Não dá pra fingir que não sinto dor nisso, e por esse motivo, resolvi não falar.

Fiquei emocionada com sua linda história de amor que virou encantamento. Que Deus abençoe cada dia mais a sua união.

Beijos

Tetê - Sem Neuras disse...

Brilhante a sua participação! E seu blog é muito bom! Estou encantada! Bjks Tetê - Avaliando a Vida

marcela disse...

Oi Felipa!
Que linda homenagem esse seu poema, e que doce estória a de vcs,
Deus os abençoe

Mariazinha disse...

Felipa adorei a historia....adorei a poesia.....beijos e parabens pelos 25 ano casamento.

RUTE disse...

Olá Felipa,
que emocionante relato do seu encantamento amoroso.
A pureza do momento enleva-nos de tal forma que viajamos ao tempo da inocência e da simplicidade.
Afinal não é preciso muito para fazer vibrar um coração.
Beijinhos.
Grata por sua participação nesta saudável coletiva.
Rute

Bel Rech disse...

Olhares ternos, magia do encantamento...Lindo seu texto!!
Os olhos sempre falam...
Paz e bem

Tetê - Sem Neuras disse...

Hoje, passando com mais calma, relendo seu post... obrigada por sua visita! Foi minha primeira participação e gostei muito! Bjks Tetê - Avaliando a Vida

Suu Munizz disse...

Lindo Felipa,sempre fico encantada quando vejo a união de casais que dão certo e passam a vida toda juntos,amor que sobrevive a tudo e depois de 25 anos ainda faz feliz um ao outro.
Muito lindo,parabéns e que Deus conserve essa união.
Abraço e um lindo fim de semana,=)

Zilda Santiago disse...

Muito lindo!!Bjss
Estou participando com dois blogs,tentando mostrar algo mais sobre a fase do encantamento comum a todas nós!!!http://zildasantiago.blogspot.com
http://rumoslibertadores.blogspot.com

Luma Rosa disse...

Fiquei suspirando com a história do seu primeiro e único amor!!
Gosto muito de ler e ouvir sobre amores que deram certo! Ainda há esperança!! :)
Bom fim de semana!!
Beijus,

Lina disse...

Olá, Felipa!Que linda sua história!Estes primeiros momentos a gente nunca esquece por mais que o tempo passe, não é mesmo!
Parabéns pela sua participação!
Beijinhos